As 14 principais doenças ocupacionais que mais causam afastamento de trabalhadores

As doenças ocupacionais causam milhares de afastamentos de trabalhadores. São doenças que são provocadas por fatores relacionados com o ambiente de trabalho.

O Brasil registrou em 2014 cerca de 251,5 milhões de afastamentos por mais de 15 dias – dados do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS).  Fonte: Ministério do trabalho

Veja abaixo as principais doenças do trabalho:

Repetição
• Lesão por esforços repetitivos – LER
• Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho – DORT

Respiratórias
• Asma: os sintomas da asma são tosse crônica, falta de ar e chiado no peito. Toda asma é grave, mas pode ser controlada.

• Silicose: doença pulmonar causada pela inalação do pó de sílica – acomete normalmente em quem no trabalho se envolve com esse material.

• Antracose: lesão pulmonar causada pela inalação de pequenas partículas de poeira do carvão.

• Bissinose: doença pulmonar causada pela poeira das fibras de algodão, de linho ou de cânhamo.

Pele
• Dermatose ocupacional: doença da pele causada por contato com agentes e produtos físicos e químicos que causam alergia e irritação.

• Câncer de pele ocupacional: exposição a agentes carcinogênicos, radiação ionizante, solar, benzeno, agrotóxicos e tabagismo passivo.

Auditiva
• Surdez: causada por exposição contínua ao ruído ou vibração existente no ambiente de trabalho. A maior exposição ocupacional ocorre nos setores metalúrgicos, mecânico, gráfico, têxtil, químico, petroquímico, alimentício, telemarketing e transportes.

Visão
• Catarata: causada por exposição constante a altas temperaturas e/ou produtos químicos causando a perca da lente natural do olho.
• Desgaste da visão: acomete principalmente as pessoas que trabalham no período noturno, desregulando os hormônios em que sua produção aconteceria durante o sono.

Psicossociais
• Depressão: Considerada por especialistas como mal do século – segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) a depressão será a doença mais incapacitante até 2020. Causada muitas vezes por cargas excessivas de trabalho, ambiente estressante e cobranças.
As profissões com maiores probabilidades a depressão são: os setores financeiros, profissionais de segurança, controladores de voo, juízes, jornalistas e médicos.

• Ansiedade: É uma doença que desgasta fisicamente e mentalmente a pessoa – são sintomas de irritabilidade, inquietação, suor excessivo, tremor, perturbações no sono, palpitações, problemas gastrointestinais e facilidade em alterar-se.

• Síndrome do pânico: as pessoas com a síndrome nos momentos de crise acabam tendo a sensação de que estão vivendo em um sonho ou filme – elas possuem medo de ter medo e sofrem com sintomas de tremores, tonturas, taquicardia, náuseas, desrealização e falta de controle.
Como evitar

Fique atento aos sintomas e se persistirem, procure imediatamente um médico.
Vale conversar com seu superior e explicar o que está acontecendo e o que está ocasionando o problema – não tenha vergonha ou medo, a sua saúde é sempre mais importante. Uma conversa franca evita não só seu sofrimento, mas também que as informações sejam passadas de forma inadequada.

A importância de contratar um plano de saúde

Para evitar essas doenças é necessário estar atento a quaisquer sintomas, mesmo que mínimos, e buscar atendimento médico. Assim vemos a importância de contratar um plano de saúde. O mesmo possibilita exames e consultas periódicas, uma medida preventiva identificando possíveis doenças ocupacionais e também disponibiliza o tratamento indicado de qualidade.

Além de que esse acompanhamento mantém a empresa ciente dos riscos em potencial, possibilitando aos Gestores realizar os ajustes necessários, consequentemente evitando prejuízos posteriores.

Compartilhar

Confira também: